Notícias

Concessionária moderniza instalações da ETE Saudade

Concessionária moderniza instalações da ETE Saudade

16 de dezembro de 2019

A Águas Andradina realizou nesta quinta-feira, no dia 12 de novembro, uma visita técnica com autoridades e imprensa para apresentar o novo módulo de lagoas e o projeto de revitalização da Estação de Tratamento de Esgoto Saudade. Atualmente, o sistema trata 2,6 milhões de litros de esgoto por dia e com a instalação da nova estrutura terá a capacidade triplicada, podendo chegar a 6,8 milhões de litros.


Segundo o diretor operacional da concessionária, Antonio Hercules Neto, essa entrega é mais um marco para a história do saneamento básico de Andradina. “É importante entender que muito já foi feito nessa área. Quando chegamos na cidade, há nove anos, a população convivia com vazamentos de esgoto a céu aberto em importantes avenidas da cidade. Em poucos anos, foram realizadas obras importantes no sistema de esgoto como novas redes, construção de elevatórias, adequações e modernização das estações de tratamento, sempre com foco no aumento da qualidade de vida dos moradores, das próximas gerações e na preservação do meio ambiente”, comenta. Nessa ação vale ressaltar que as lagoas foram projetadas para o aumento populacional dos próximos anos.


A ETE Saudade recebe os dejetos gerados pelos moradores dos bairros Alto dos Ipês, Residencial Morada do Sol, Ecoville, Village, Jardim das Tulipas, Vila Botega, Jardim Brasil, Vila Peliciari, Stella Maris, Jardim Santo Antonio, Parque Urubupunga, Centro, Vila Rica, Mineira, Parque São Gabriel, Norvic I e II, Empresarial Guanabara, Vila Messias e Vila São Pedro, correspondente a 25% da população do município.


Como é realizado o tratamento de esgoto na ETE Saudade?

É um sistema australiano composto por lagoa anaeróbia (onde o tratamento é realizado por bactérias que não utilizam oxigênio), lagoa facultativa (onde o tratamento é feito por bactérias aeróbias “que consomem oxigênio” na parte superior e por bactérias anaeróbias na parte inferior), tanque de contato (onde é realizada a desinfecção do efluente tratado) e tanque de aeração (que tem o papel de prover oxigênio dissolvido para o efluente tratado). A eficiência da remoção de carga orgânica nesse sistema varia entre 80% e 90%.


Esgoto em Andradina                 

Atualmente, Andradina possui 99% do esgoto coletado e tratado. Ao todo, são cinco sistemas: São Pedro I e II, Saudade, Pereira Jordão e Figueira. Mais de 200 milhões de litros de esgoto são tratados todos os meses. Para elevar essa taxa para os 100%, alcançando a universalização, a Águas Andradina iniciou em novembro deste ano a construção de um sistema de tratamento no distrito de Planalto e, em 2020, terão início as obras em Paranápolis.


Saneamento é saúde

Os esforços da Águas Andradina corroboram para um estudo divulgado pelo Instituto Trata Brasil, no qual é demonstrado que a universalização dos serviços de água e esgoto gera impactos positivos nos municípios, como aumento da produtividade de trabalho – o que resulta em menos pessoas faltando ao trabalho devido a doenças –, melhor índice de educação nas escolas, valorização imobiliária e preservação ambiental. O estudo, realizado em 2017, é utilizado até hoje como base para melhorias do saneamento básico em várias cidades do país.

voltar