Notícias

Diretor da Águas Andradina fala sobre a importância da troca sistemática de hidrômetros

Diretor da Águas Andradina fala sobre a importância da troca sistemática de hidrômetros

07 de fevereiro de 2020

Mesmo fazendo parte do dia a dia da população, ainda existem muitas dúvidas, mitos e verdades sobre os hidrômetros. Confira a entrevista com o diretor operacional da Águas Andradina, Antonio Hercules Neto, e entenda o quanto esses aparelhos, popularmente conhecido como relógio de água, são importantes para os cidadãos e o meio ambiente.


De que forma o hidrômetro é um grande aliado da população?

É esse equipamento que permite que a cobrança de água seja justa, com base no que foi consumido pelo morador. Além disso, ele ajuda a conscientizar os consumidores sobre a importância do uso racional da água.

Caso o morador identifique um valor acima do que consome, provavelmente pode ter vazamentos no imóvel.



Por que é preciso trocar o hidrômetro?
Porque dependendo do tempo de uso e das condições de conservação, ele se desgasta, havendo a necessidade de substituição. O ideal, segundo recomendação técnica do INMETRO, é que essa troca seja realizada de cinco em cinco anos. Inclusive em Andradina estamos com um plano em execução para substituição desses equipamentos ao logo do ano. Aproveitamos a oportunidade e pedimos a colaboração para que os moradores recebam nossa equipe e facilitem a troca. Vale ressaltar que a troca desses equipamentos está prevista no contrato de concessão entre a concessionária e a prefeitura.

A troca do hidrômetro aumenta o consumo de água?
Não, o consumo está diretamente associado ao uso da água, ou seja, quem utiliza mais, paga mais, assim como em qualquer outro serviço como telefonia ou energia, por exemplo. Porém, é importante ressaltar que com a troca, pode ocorrer aumento do valor da conta, pois o novo equipamento terá uma maior precisão na medição, detectando o consumo que antes não era completamente registrado.

O que os moradores devem fazer se as contas aumentarem depois da troca do hidrômetro?
Se depois da troca do aparelho o consumidor verificar uma variação muito grande no valor da conta, pode ser um sinal vazamento de água nas instalações internas do imóvel. Orientamos que os clientes acompanhem a leitura. É simples. O equipamento tem seis números – quatro pretos e dois vermelhos. Para acompanhar o consumo em sua residência ou empresa, concentre-se nos dígitos pretos. Eles mostram quantos metros cúbicos de água foram consumidos. Um metro cúbico é equivalente a mil litros de água. Se o consumo alterar de forma drástica entre um mês e outro, ou seja, sair da média, é importante ligar na concessionária.

Se for problema técnico no equipamento, trocamos sem custo e ajustamos a fatura. Se o equipamento estiver normal, orientamos o cliente a contratar um profissional para identificar possíveis vazamentos internos.

Tem um assunto muito polêmico, os eliminadores de ar, explique o que são esses equipamentos?

Esses equipamentos são comercializados com a promessa de reduzir a conta de água, supostamente eliminando ou bloqueando o ar existente na rede de abastecimento de água. Porém, estes dispositivos não têm eficácia comprovada e podem trazer riscos à saúde pública e ao abastecimento.  E, inclusive, não existe no mercado nenhuma marca de fabricante desses equipamentos com aprovação do INMETRO.

Nós somos contra o uso deste equipamento por não ser confiável sob os aspectos técnico e operacional. A instalação deste aparelho, além de caracterizar uma fraude passível de multa, pode ocasionar problemas tanto redução de vazão e de pressão e também possibilita a entrada de agentes contaminantes no fluxo de entrada do cavalete.


É importante que os moradores de Andradina saibam que a medição da água é igual para todos e os hidrômetros que instalamos são os mais confiáveis do mercado.
 

voltar