Notícias

Iguá registra Ebitda de R$ 255,2 milhões e amplia investimentos em obras em 2018

A Iguá Saneamento registrou Ebtida[1] (Lajida, em português, que significa lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 255,2 milhões em 2018, um aumento de 20,3% em relação aos R$ 212,1 milhões registrados em 2017. No primeiro ano completo de operação sob a gestão da IG4 Capital, a companhia também retomou o ritmo de investimentos, atingindo um montante total de R$ 292,6 milhões no ano, enquanto que a receita líquida alcançou R$ 581,5 milhões.

“O crescimento do Ebitda indica os esforços que realizamos para redirecionar as nossas equipes nas pontas, nos aproximando dos nossos clientes e melhorando a nossa eficiência. Entre os indicadores operacionais, destaque para as melhorias nas frentes de água não-faturada, inadimplência, volume faturado e número de economias”, comenta Gustavo Guimarães, presidente da Iguá Saneamento.

Com a retomada de investimentos, o ritmo dos projetos foi acelerado, reiterando o compromisso com as metas estabelecidas em contratos. A entrega da Estação de Tratamento de Esgoto Cominese, em Paranaguá (Paraná), e a ampliação do Sistema Ribeirão do Lipa, em Cuiabá (Mato Grosso), foram as principais entregas de 2018. Esses investimentos foram suportados pelo aporte de capital de R$ 400 milhõesrealizado em Out/18 na Iguá Saneamento, que trouxe também um novo acionista para a companhia – AIMCo (Albert Investment Management Corporation), um dos maiores gestores de investimento institucional do Canadá.

O aumento do EBITDA e do ritmo de investimentos foram acompanhados pela melhora do perfil de endividamento da companhia. A Iguá retomou seu espaço no mercado de crédito brasileiro com a emissão de novos contratos de financiamento em diversas operações, ao mesmo tempo em que reduziu seu índice de alavancagem (relação Dívida Líquida/Ebitda) para 3,6x, cada vez mais próximo do patamar de 3,0x - considerado por especialistas como o recomendável para empresas do setor. A companhia ainda fechou 2018 com 86% do saldo devedor total de suas dívidas no longo prazo, o que reforça a sua solidez financeira e a capacidade de colocar em prática seu plano de investimentos. 

Iniciativas institucionais estratégicas

No ano, a companhia desenvolveu ainda três projetos institucionais com foco em inovação, otimização e sustentabilidade: o Iguá Lab, o Centro de Excelência Iguá e o Instituto Iguá.
Com o Iguá Lab, programa que seleciona startups com soluções para o setor de saneamento, a empresa firmou parcerias para resolver cinco grandes desafios: gestão financeira e redução de inadimplência, perdas de água, comunicação, treinamento de colaboradores e infraestrutura.

O Centro de Excelência Iguá entrou em funcionamento em maio passado, com o objetivo de apoiar todas as operações da companhia de forma centralizada nas áreas de tecnologia, suprimentos, contabilidade e gestão de pessoas, garantindo a padronização e aumento de eficiência aos processos e ganhos de escala em contratações.

Já o Instituto Iguá nasceu com a ambiciosa missão de contribuir para a universalização do saneamento no Brasil, por meio da promoção da inovação e da educação para o desenvolvimento sustentável. Trata-se de uma associação sem fins lucrativos, independente e de direito privado que, em sinergia com outras empresas, investidores e organizações da sociedade civil e governamentais, atua como catalisador de uma mudança sistêmica, buscando formas inovadoras de resolver antigos problemas, além de deixar um legado positivo para as futuras gerações.

“A inovação e a valorização dos interesses da população vão continuar norteando as ações da Iguá em 2019 e nos próximos anos. Estamos incorporando ao setor de saneamento as melhores práticas de vários setores para aprimorar a nossa capacidade de atendimento e as nossas práticas socioambientais”, diz Guimarães.

 

[1] O Grupo considera o EBITDA sem os efeitos do IFRS como instrumento adequado para avaliar o desempenho financeiro e operacional de cada regional.

Outras Notícias

  1. Sipat nas operações da Iguá

    28 de novembro de 2017