Informações para você

Toda a água que você e sua família consomem habitualmente passa pela caixa d’água de sua casa. Por isso, mesmo que o abastecimento seja feito com a qualidade desejada, você pode ter problemas se não mantiver o reservatório doméstico em condições adequadas.

Faça a limpeza da caixa d’água da sua residência a cada seis meses. Se você mora num apartamento, exija do condomínio que a manutenção do reservatório seja realizada com a mesma periodicidade.

Limpar a caixa d’água não é uma tarefa complicada, mas tenha em mente, sempre, que a segurança vem em primeiro lugar. Antes de tudo, programe o dia da limpeza com antecedência. Confira todos os detalhes e os materiais necessários. Verifique as condições da escada a ser utilizada e a forma correta de alcançar a caixa d’água, para que não haja o risco de ocorrência de um acidente (ao subir no telhado, por exemplo).

Veja a seguir dez orientações para ajudá-lo na limpeza:

Como fazer a limpeza de caixa d'água

Sua conta traz as informações completas sobre o consumo da residência, os dados registrados no hidrômetro no momento da leitura, o vencimento da fatura, características da água e diversos dados importantes. Confira na ilustração:

Entenda sua fatura
Entenda sua leitura e consumo

Para a leitura do hidrômetro, deve-se levar em consideração os algarismos pretos. É a mudança desses algarismos que indica a evolução do consumo. No exemplo demonstrado, veja o antes e o depois do hidrômetro e como o consumo é calculado:

Se, ao longo de 30 dias, o número do hidrômetro passou, digamos, de 3513 para 3534 (como na ilustração), significa que o consumo de água do período foi de 21 m3.

Para se obter o consumo médio diário, basta dividir o número que está no visor pelo número de dias do período (ou seja, 30 dias). No caso analisado, o consumo médio diário é de 0,7 m3 de água (ou 700 litros).

Vazamentos são uma das causas mais comuns de perda de água. Esse desperdício acaba fazendo com que o valor de sua conta mensal seja maior do que o necessário. O principal indicador da existência de um vazamento residencial é, portanto, o crescimento repentino do valor da fatura, sem que tenha havido aumento de consumo na mesma proporção. Para evitar essa má notícia, a aplicação de testes simples ajuda a verificar se há algum vazamento em casa. Veja alguns procedimentos úteis.

No caminho entre o hidrômetro e a caixa d’água

  • Mantenha aberto o registro.
  • Feche o registro da entrada da caixa ou amarre a boia, interrompendo a entrada de água.
  • Faça a leitura do hidrômetro, anotando os números marcados no visor.
  • Após uma hora, faça novamente a leitura do hidrômetro, verificando se houve mudança dos números.
  • Se os números tiverem aumentado, é quase certo de que há um vazamento em sua casa.

No encanamento interno que é alimentado pela caixa d’água

  • Feche todas as torneiras da casa e não utilize os vasos sanitários.
  • Interrompa a entrada de água da caixa, fechando o registro ou amarrando a boia.
  • Marque o nível da água na caixa e, depois uma hora, veja se houve alteração.
  • Se o nível caiu, há vazamento em alguma em algum cano interno ou em algum vaso sanitário.

No extravasor (ladrão) da caixa d’água

  • Em dias secos, verifique se há água no telhado ou nas calhas da casa.
  • Se houver, é provável que a boia da caixa d’água esteja com defeito. Providencie a troca imediatamente.
  • Na válvula ou caixa de descarga dos vasos sanitários.
  • Jogue um pouco de pó de café no vaso sanitário. Ele deve ficar depositado no fundo do vaso.
  • Após dez minutos, se o pó de café ainda não estiver no fundo do vaso, é porque há vazamento na válvula ou na caixa de descarga.

O hidrômetro é o equipamento que mede o volume de água utilizado numa residência. A partir das informações que ele fornece, é possível calcular o consumo e gerar a conta de água.

A observação correta do hidrômetro permite que o próprio cliente possa acompanhar a evolução do consumo residencial. Veja na ilustração abaixo o que significa cada elemento do seu hidrômetro.

Entenda seu hidrômetro

Para a leitura do hidrômetro, deve-se levar em consideração os algarismos pretos. É a mudança desses algarismos que indica a evolução do consumo. O número que aparece no visor está em m3 (cada m3 corresponde a 1.000 litros).

Mantenha o hidrômetro sempre limpo e solicite a substituição se ele estiver danificado.

No Brasil, a cada 100 litros de água, 33 são perdidos. Os vazamentos estão entre as principais causas desse grande desperdício. Se verificar um vazamento na sua rua ou bairro, entre em contato com a gente!