Limpeza periódica da caixa d’água ajuda a evitar a proliferação de doenças

Itapoá, 12 de fevereiro de 2019 – Depois de passar por diversos processos de tratamento e análises de qualidade, a água distribuída pela rede de abastecimento da Itapoá Saneamento é entregue à população livre de impurezas e microrganismos nocivos à saúde. Mas, para garantir sua qualidade, evitando a concentração de sujeira e a proliferação de bactérias, fungos ou parasitas que podem comprometer a potabilidade, a higienização periódica da caixa d’água é fundamental.

“Diarreia, cólera, dengue, leptospirose e hepatite A são algumas das doenças que podem ser causadas em decorrência de reservatórios fechados incorretamente ou contaminados. Limpar o reservatório a cada seis meses e mantê-lo coberto é essencial para garantir a qualidade da água”, alerta Antonio Hércules Neto, diretor da Itapoá Saneamento.

Em Itapoá, a instalação de caixa d’água nos imóveis é uma exigência (lei complementar nº 49, art. 83 – 03/10/2016) do município para garantir a continuidade do abastecimento e a pressão adequada em situações emergenciais.

Mas, para usufruir desses benefícios com segurança, é preciso que o cliente conserve a caixa d’água sempre limpa. O reservatório deve ser higienizado com o uso de água sanitária e água. Não é recomendada a utilização de sabão ou detergentes químicos.

 

Como fazer a limpeza da caixa d’água

Para limpar o reservatório e evitar o desperdício de água tratada, o primeiro passo é fechar o registro de entrada com um dia de antecedência, assim, a água existente será consumida. O ideal é deixar uma pequena quantidade de água (aproximadamente um palmo acima do fundo) e bloquear as saídas, evitando que a sujeira escorra pelo ralo.

Esfregue as paredes e a tampa com um pano e, se a caixa for de fibrocimento, utilize uma escova vegetal com cerdas macias. Com a ajuda de um balde e uma pá, remova a sujeira. Desbloqueie a saída de água e esvazie a caixa.

Abra o registro e deixe a caixa encher cerca de 20 cm. Adicione água sanitária considerando a capacidade total do reservatório. “Se a caixa comporta 1000 litros, será necessário 1 litro de água sanitária para fazer a higienização, conforme recomenda o Ministério da Saúde”, explica o executivo.

Deixe a água sanitária agir por duas horas. Após esse tempo, as saídas podem ser abertas para que a água da lavagem escorra e desinfete também as tubulações. Por fim, encha o reservatório novamente. Após finalizar o procedimento, coloque uma etiqueta com a data de realização da limpeza na caixa d’água.

Outras Notícias

  1. Comunicado de Reajuste

    27 de novembro de 2018

  2. Comunicado

    18 de abril de 2018

  3. Caminho da água

    22 de março de 2018

  4. Horário Atendimento Carnaval

    6 de fevereiro de 2018